Ponteiros

Sujeito a alteração com processamentos fora de hora. Verificar periodicamente recarregando a página.


Programação de Req.

Sujeito a alteração de acordo com horarios convencionados.

Notícias

18:12 | Ex-deputados são soltos por engano no Rio de Janeiro 

Paulo Melo foi preso em 2017 na operação Cadeia Velha
Paulo Melo foi preso em 2017 na operação Cadeia Velha Cerimonial Alerj

Por um erro do TRF-2 (Tribunal Regional Federal da 2ª Região), os ex-deputados estudais Paulo Melo (MDB) e Edson Albertasi foram soltos por engano nesta sexta-feira (13), no Rio de Janeiro. 

De acordo com a assessoria do TRF-2, houve um "erro material", onde o alvará saiu com os números dos processos da Furna da Onça e, indevidamente, com o da Cadeia Velha. 

Eles haviam sido presos durante a operação Cadeia Velha em novembro de 2017 e conseguiram progressão da pena para o regime semiaberto. Ainda segundo o TRF-2, os parlamentares terão de retornar para prisão por decisão proferida pela Primeira Seção Especializada no processo da Operação Cadeia Velha. 

Leia mais: Prefeitura recebe R$ 152 mi do governo federal para Saúde do Rio

De acordo com a Seap (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária), Melo e o ex-deputado estadual Edson Albertassi deixaram o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, zona oeste do Rio de Janeiro, após decisão judicial da Vara de Execução Penal.

Melo e Albertassi foram acusados de receber propina para atuar na aprovação de iniciativas legislativas que favoreciam a Fetranspor (Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro), empresa que reúne as empresas de ônibus, e a empreiteira Odebrecht. O esquema criminoso era chefiado pelo ex-governador Sérgio Cabral e chegou a movimentar R$ 100 milhões.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Patrícia Junqueira

Leia mais

18:03 | Homem é preso suspeito de matar ex-companheira em São Gonçalo (RJ)

Vítima foi encontrada em terreno baldio na região metropolitana
Vítima foi encontrada em terreno baldio na região metropolitana Reprodução/ Record TV Rio

Um homem suspeito de assassinar ex-companheira de 19 anos foi preso, na manhã desta quinta-feira (12), por equipes do BPRv (Batalhão de Polícia Rodoviária) na Rua Freud Moisés, em Tribobó, São Gonçalo, na região metropolitana do Rio.

Veja mais: Prefeitura recebe R$ 152 mi do governo federal para Saúde do Rio

Segundo testemunhas, mulher foi morta a pedradas pelo criminoso no bairro do Pacheco, na mesma região.

A Polícia Militar informou que corpo da vítima foi encontrado em um terreno baldio próximo ao local do crime.

A jovem será enterrada na tarde desta sexta-feira (13) no cemitério Pacheco.

A DHNSGI (Delegacia de Homícidios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí) foi acionada e está investigando os fatos.

Leia mais

17:19 | Risco de morte: medicamentos tarja preta são vendidos sem receita

Risco de morte: medicamentos tarja preta são vendidos sem receita

A apreensão de 19 mil caixas de medicamento controlado numa farmacia de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, acendeu um alerta. É cada vez mais comum a venda desses produdos sem receita. O Conselho Regional de Farmácia alerta: usar um medicamento tarja preta sem recomendação médica pode levar a morte.

Leia mais

17:17 | Álcool e direção: combinação mata mais jovens na faixa de 18 a 20 anos

Álcool e direção: combinação mata mais jovens na faixa de 18 a 20 anos

A morte de cinco jovens no último final de semana no Rio de Janeiro reacendeu um alerta sobre a conscientização no trânsito. De acordo com um estudo do ISP (Instituto de Segurança Pública), 37% das mortes em 2018 foi entre pessoas de 18 a 29 anos. Muitas delas foram vítimas de uma combinação fatal: álcool e direção.

Leia mais

17:08 | Inventar um crime para ganhar o seguro pode dar até 8 anos de prisão

Inventar um crime para ganhar o seguro pode dar até 8 anos de prisão

O famoso "golpe do seguro" dá cadeia. Isso ocorre quando alguem inventa uma situação só para "enganar" o seguro, seja de carro, de vida ou até de celular. A pena para esses crimes pode chegar até 8 anos de prisão no caso de denunciação caluniosa, até 5 anos nos de estelionato e 6 meses na falsa comunicação de crime, além de multas.

Leia mais

17:05 | Torcida do Flamengo sonha com bicampeonato Mundial

Torcida do Flamengo sonha com bicampeonato Mundial

Trinta e oito anos após a conquista, o Flamengo volta a sonhar com o bicampeonato do Mundial de Clubes. A torcida fez uma festa para o time em diversos pontos do Rio antes do embarque para a disputa no Catar.

Leia mais

retirado do R7.com